Libertário ladrão

Há dois géneros de libertários: 1) aqueles que defendem a teoria da propriedade, opõem-se ao governo ou consideram que o livre mercado é mais eficiente que o estado; 2) os que se dizem libertários, fazem parte de governos ou de parlamentos que apoiaram ou votaram no aumento de impostos. Muitos desses senhores do ponto 2 não são libertários, mas andam transvertidos de libertários. Esses doutos doutores, sempre que estão em cargos estatais (nem vou discutir se um libertário deve ou não fazer parte da política prática – irei considerar que um libertário pode fazer parte de um governo ou de um parlamento – um minarquista é um libertário) não são contra o status quo vigente, nenhum deles se opõem ao aumento de impostos, ou nenhum crítica esse aumento de impostos. Os libertários transvertidos não se assumem como são, mas claro que esses são libertários, espero que esses senhores quando forem eleitos (se forem eleitos) para as diversas câmaras municipais ou parlamentos que se mantenham fiéis aos princípios libertários e apoiem que haja corte da despesa e corte de impostos. Pelo menos que sigam os princípios que defendem. Se são libertários, independentemente da tradição económica, devem ser fiéis aos princípios libertários como a não-agressão, a propriedade, a vida. Será que esses senhores doutores que se assumem como libertários serão mesmo libertários? Se sim, estou errado, mas se estiver errado os princípios libertários não fazem sentido. Como não acredito que não façam sentido (pelo trabalho de autores como Rothbard, Hoppe ou David Friedman ou Huerta de Soto), esses senhores é que estão errados.

A par desses libertários transvertidos que chegam à política e não defendem as posições como o grande Ron Paul há aqueles grupos de jovens de diversos institutos que se assumem como libertários, mas de facto não o são. Refiro-me aos libertários Students for liberty, pois não encontro referências a frases como “imposto é roubo”, ou citações de autores como Rothbard, Hoppe, David Friedman. Não consigo compreender. Além do mais, muitos desses libertários, fazem parte de um partido político extremamente socialista o Centro Democrático Social – Partido Popular – como são jovens fazem parte desta magnífica Jota. Pena que esses senhores do CDS-PP não sejam na realidade libertários. Bem, para tal basta que olhemos para as atuações deste partido nos diversos governos e casos interessantes como nos anos 1980 do apoio ao PS, ou em 2003-2005 no caso dos submarinos ou em 2011-2015 quando não se opuseram ao enorme aumento de impostos, considerando-se que estavam à esquerda do PDS. Esses senhores do CDS, são do mesmo partido que os que se assumem como libertários: mas de libertários não têm nada.

Portanto, os libertários na realidade, que acreditam nos princípios da liberdade, da propriedade e da não-agressão devem opor-se e afastar-se desses pseudo libertários transvertidos. Não digo que esses senhores (os transvertidos) não possam ter ou desenvolver uma filosofia política, digo que não é uma filosofia política libertária, pelo menos que se assumam consoante ao que acreditam e praticam.

About the author

Jóni Coelho