A Demonstração A Priori Do Direito de Propriedade

Categories: Filosofia, Propriedade, and Traduções.
Sections: Artigos.

Nota introdutória: A primeira grande questão na filosofia do direito é se este é um edifício normativo declarativo por alguma forma de determinação de vontade geral ou se as normas gerais do direito são naturais no sentido de universalmente reconhecíveis e não sujeitas a preferências subjectivas. Para a esfera do confronto com o estatismo colectivista, só esta última hipótese me parece possível sob o risco da anulação da autonomia da pessoa, digno de seguir o seu caminho escolhendo os seus próprios fins subjectivos, sem a ameaça de violência institucional ou não, assim respeite normas éticas universais de interacção social, passíveis de serem descobertas e entendidas pela Read More

Crítica de Rothbard ao Estado

Categories: Anarco-capitalismo, Filosofia, and Libertarianismo.
Sections: Artigos.

Por Jóni Coelho, apresentado em Conferência no Congresso de Filosofia em Lisboa. Rothbard – Enquadramento Histórico Murray Newton Rothbard nasceu nos Estados Unidos da América, mais especificamente na cidade de Nova Iorque, a 2 de março de 1926 e falece a 7 de janeiro de 1995. Rothbard estudou na Universidade de Columbia onde se tornou bacharel em Matemática e em Economia no ano de 1945. Em 1956 doutorou-se em Filosofia e em Economia. No ano de 1962 escreveu a obra “Man, Economy and State” uma das grandes obras da escola Austríaca de Economia (esta escola trata-se de uma tradição que foi Read More

Crítica de Mises ao Sindicalismo

Categories: Filosofia, Propriedade, and Socialismo.

Sections: Artigos.

Excerto do livro Socialism, de Ludwig von Mises Enquanto táctica política, o sindicalismo representa um método particular de ataque do trabalho organizado para a obtenção dos seus objectivos políticos. Este objectivo pode ser o estabelecimento do verdadeiro Socialismo, isto é, a socialização dos meios de produção. Mas o termo “Sindicalismo” é também usado num segundo sentido, em que significa um fim sociopolítico de um carácter especial. Neste sentido, o Sindicalismo deve ser entendido como um movimento cujo objectivo é trazer um estado de sociedade em que os trabalhadores são os proprietários dos meios de produção. Preocupámo-nos aqui com o Sindicalismo Read More

O desmantelamento do Estado e a Democracia Directa, Jesús Huerta de Soto

Categories: Filosofia, Política, Relações Internacionais, and Traduções.
Sections: Artigos.

Tradução do ensaio “El desmantelamiento del Estado y la Democracia Directa”, Jesús Huerta de Soto, “Nuevos Estudios de Economía Política”, 2ª edición, UNIÓN EDITORIAL Tradução de Jóni Coelho. Nutre interesse pelo pensamento político e económico de Murray N. Rothbard, na qual elabora uma tese de doutoramento sobre a sua teoria do anarco-capitalismo. Revisão: Carlos Novais. O desmantelamento do Estado e a Democracia Directa[1] I – Introdução Em termos gerais, tenho de manifestar a minha simpatia com o desejo manifestado pelo professor Bruno Frey para estender, na maior medida possível, a democracia directa via referendos, seguindo o modelo do sistema político Read More

As críticas do Papa Francisco ao Capitalismo ignoram a sua utilidade

Categories: Capitalismo, Filosofia, and Traduções.

Sections: Artigos.

Texto de Guy Sorman, originalmente publicado no City Journal Na sua exortação apostólica de Dezembro, a Evangelii Gaudium (A Alegria do Evangelho), o Papa Francisco teve palavras duras para a “nova tirania invisível do mercado”. Esta denúncia comum do capitalismo traz-nos à memória o famoso texto do economista francês Frédéric Bastiat, publicado em 1848. Dirigindo-se aos socialistas seus contemporâneos, que já atacavam a economia de mercado, Bastiat replicou que é mais fácil identificar e criticar o que conseguimos ver (pobreza ou desigualdade) do que é discernir o que não conseguimos ver: o incansável crescimento económico que o mercado produz. Com Read More

Bastiat Sobre o Papel das Mulheres na Afirmação do Liberalismo

Categories: Educação, Filosofia, and Liberalismo clássico.
Sections: Blog.

Deixo aqui uma tradução minha de um excerto contido nas páginas 510-511 do “Economic Harmonies” de Claude Frédéric Bastiat. «É de facto uma coisa singular que as pessoas desejem aprovar leis que anulem as consequências desagradáveis que a Lei da Responsabilidade implica. Nunca entenderão que não eliminam essas consequências mas apenas as passam de umas pessoas para outras? O resultado disto é mais uma injustiça e menos uma lição moral. O sentido da responsabilidade é uma faculdade que pode ser muito desenvolvida. É um dos aspetos morais mais apreciados pelas pessoas… mas pode estar muito apurado numa direção e faltar em demasia Read More

A posição do indivíduo sob o Socialismo

Categories: Filosofia, Literatura, Socialismo, and Traduções.

Sections: Artigos.

Excerto da obra Socialism de Ludwig von Mises 1 . Selecção do pessoal e escolha de ocupação A comunidade socialista é uma grande associação autoritária em que ordens são emitidas e obedecidas. É isto que está implícito nas palavras “economia planeada” e “abolição da anarquia de produção”. A estrutura interna da comunidade socialista é melhor compreendida se a compararmos com a estrutura interna de um exército. Na verdade, muitos socialistas preferem falar no “exército do trabalho”. Como num exército, também sob o socialismo, tudo depende das ordens da autoridade suprema. Toda a gente tem um lugar para o qual é Read More

Banco Central – A Origem e o Fim

Categories: Economia, Educação, Filosofia, História, Paz, and Política Monetária.
Sections: Blog.

“Quando o dinheiro de um governo está dependente de banqueiros, são eles e não os líderes do governo, a controlar a nação, uma vez que a mão que dá está por cima da mão que recebe… O dinheiro não tem nação, os financiadores são apátridas sem decência, seu único objectivo é o lucro.” – Napoleão 1815   É caricato que tenha sido a batalha de Waterloo que Napoleão perdeu que determinou o fim da autonomia económica dos vencedores, acabando por confirmar a visão do imperador.   Nathan Rothschild, influente homem de negócios e banqueiro, tomou conhecimento da vitória dos Ingleses bem antes de qualquer Read More

A dívida não é minha!

Categories: Economia, Filosofia, Lei, Mises Portugal, Política, and Política Monetária.
Sections: Blog.

“Trocando por miúdos”, para que até um ministro entenda… O argumento de que a divida soberana é da responsabilidade e deverá ser paga pelos contribuintes, não é valido, por duas razões: 1º- O endividamento, foi estratégico e deliberadamente imposto para permitir e garantir posterior (actual) extracção de “valor real”. Em todos os territórios ou nações, existe “valor real”, recursos naturais como a terra, agua, minérios, crude; valores como equipamentos, capacidade de produção, recursos humanos, infraestruturas, imóveis, etc.. O dinheiro é mero papel que supostamente representa esse “valor real”, ao transacciona-lo, estamos apenas a garantir acesso a recursos reais, o dinheiro não se come, bebe ou fuma, não Read More

Algumas Respostas a Críticas

Categories: Anarco-capitalismo, Filosofia, Liberalismo, and Libertarianismo.
Sections: Artigos.

I. Preferência demonstrada e propriedade privada 1Resposta a David Osterfeld, “Comment on Hoppe”, Austrian Economics Newsletter (Sring/Summer, 1988). O original pode ser encontrado em http://www.hanshoppe.com/wp-content/uploads/publications/osterfeld_hoppe.pdf    O professor Osterfeld, depois de reconhecer generosamente a natureza inovadora da minha defesa a priori da ética da propriedade privada, concentra-se em quatro objecções aos meus argumentos. Irei comentar as quatro objecções que o professor Osterfeld coloca. Porém, visto que elas dependem da compreensão correcta do meu argumento central e da sua força lógica, irei primeiro apresentá-lo novamente da forma mais breve possível. Como Osterfeld nota correctamente eu forneço uma prova praxeológica para a validade Read More